Friday, January 12, 2007

[14]




É muito difícil escolher um excerto desta magnífica letra. José Cid, para além das provas dadas na música, também dá cartas na interpretação! O meu destaque vai para: « (...) e às 5 e meia em ponto, telefonas-me a dizer: "Não sei viver sem ti, amor, não sei o que fazer." [r:] "Faz-me favas com chouriço"». Youtube.
Autor: El Cid.

2 Comments:

Blogger ZP said...

Eu escolheria:
"Apanho um autocarro, vou a pensar em ti
que levas os miúdos ao jardim infantil.
Chego à repartição, dou um beijo no escrivão
E nem toco a secretária que é tão boa."

É um clássico!

January 12, 2007 at 10:49 PM  
Blogger derivado da situação said...

Confesso que também deliro com esse excerto: "Chego à repartição, dou um beijo no escrivão e nem toco a secretária que é tão boa" e a forma como el Cid a representa é também um mimo!
Mas apesar de tudo, a sensibilidade deste homem perante a demonstração de afecto da senhora deixa-me fora de mim! Imagino o dia em que alguém me dirá: "Não sei viver sem ti, amor, não sei o que fazer" e eu responderei: "Faz-me bacalhau à braz, que eu não gosto de favas com chouriço!"

January 13, 2007 at 1:08 AM  

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home